sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Imaginação



Deixa voar o pensamento...
Que os desejos julguem o que vem...
A vida se transforme em sonhos...
e o que será, na verdade, ninguém sonhará!
Pois o desejo é contido
A verdade só minha
A nudez revelada
O corpo desejado.
Mas eu me contenho
nunca me entrego
Pois partilho prazer
Quando o prazer é partilhado.
A meiguice do olhar
é rugido de fera.
É luta na relva
é entrega ao canto!
Vem, imagina
Pensa o que farei, sonha, se esbalda...
mas deixa-me viver, pois sou assim...
Única, completa, cheia,
igual a felicidade, não posso ser contida, aprisionada...
Sou como o vento, livre, forte, sem fronteiras
Então....Imaginas...