quarta-feira, 26 de julho de 2017

Dualidade

A suavidade do amor é plácida e serena. O barulho ensurdecedor do ódio impede o raciocínio e causa dúvida. Os dois vivem em todos nós e podem surgir sob qualquer pretexto. Um será precedido do outro se aparece sem sentido. Os dois vivem em todos nós e podem surgir sob qualquer pretexto. Um será precedido do outro se aparece sem sentido. Quando se ama o sentido precisa ser claro, assim o ódio fica quieto, acomodado e não se importa com a felicidade do amor! Em torno de nós se desenvolve um campo de energia que orienta nossos passos. Essa energia se alimenta de sentimentos, palavras, desejos e se renova todos os dias. Se você quer ganhar, doe, se quer vencer, se entregue, se quer amor, ame! A vida só reproduz o que plantamos. Só posso ter mais alegria se plantar felicidade, saúde se for saudável. Não existe milagre, existe o que tem ser e tudo o que desejamos aos outros, será entregue a nós!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão analisados antes de serem publicados. Ofensas de qualquer natureza não serã aceitas, porém poderão ser direcionadas ao autor.
Obrigado